Couple of lovers walking

Couple of lovers walking

A humanidade busca uma resposta para esta pergunta há milênios… Poetas, cientistas e filósofos já escreveram infindáveis linhas a respeito, mas ainda não conseguimos chegar a uma conclusão, a um consenso, a uma definição que nos auxilie a entender este sentimento fundamental à existência humana.

A certeza que temos é de que toda ação humana visa a nos levar a um estado de ser desejado ou, se preferirem, a um estado de ser amado. Toda ação humana conduz ao amor! Isto significado que ele norteia todas as nossas ações. Sabemos que o maior desejo humano é o desejo de ser desejado. Não ser desejado equivale a não ser amado e esta é a maior dor que um ser humano pode sentir…

Ao longo da vida, o amor vai assumindo muitas formas. A criança, o adolescente, o adulto e o idoso percebem e sentem o amor de formas diferentes, mas como fruto de um único sentimento. É fundamental que haja amor dos pais pelos filhos, pois é assim que aprendemos a amar. Sabemos amar porque fomos amados. Se não fomos, temos mais dificuldades em amar ou isto se torna até impossível.

Couple taking selfie

O fato é de que não há vida saudável possível sem que haja ao menos a possibilidade de se ter algum tipo de amor, de se receber algum tipo de sentimento, afeição ou afeto que venha de alguém. Não é possível haver saúde mental se não há porções mínimas de amor em uma vida.

É o amor que leva o sujeito à normalidade. Quando perguntaram a Sigmund Freud, o criador da Psicanálise, o que era uma pessoa normal, ele respondeu que uma pessoa normal é aquela que é capaz de trabalhar e de amar.

Amar é fundamental para a sua saúde mental! Ame pessoas, ame lugares, ame coisas, mas ame. Acima de tudo, ame pessoas, porque ainda não descobrimos algo que faça mais bem ao um ser humano do que dar e receber amor de outro ser humano.

Boa Saúde Mental e Muito Amor para Todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>