LV_documentario_poster_Cariocas

Documentário produzido por Lúcia Veríssimo estreia em Nova Iorque dia 24 de Março

O documentário – Eu, Meu Pai e Os Cariocas – idealizado, dirigido, produzido e narrado pela atriz Lúcia Veríssimo estreia sábado, dia 24 deste mês, no Leonard Nimoy Thalia Theater no Symphony Space, em Manhattan

Por Vivane Faver

LV_documentario_poster_Cariocas

LV_documentario_poster_Cariocas

           O filme conta com um rico acervo entre fotos, filmes, vídeos, além de 134 músicas e expõem como a cultura brasileira extremamente musical foi sendo escrita com as influências sociopolíticas desde 1946 a 2016. Foram captados mais de 60 depoimentos com os mais influentes artistas, musicólogos, escritores, maestros, compositores e historiadores que relatam a forma como a música é influenciada pela política.

             Marco da música popular brasileira, dominando do samba-canção à bossa nova, Os Cariocas começaram em 1942 a impressionar o mundo com seu estilo único de arranjos vocais. Filha do maestro Severino Filho, membro que mais tempo ficou no conjunto, Lúcia Veríssimo narra com a contribuição de inúmeros artistas e pesquisadores a história do lendário grupo, que influenciou e foi influenciado pelas transformações artísticas e políticas do país.

            Em entrevista exclusiva para Alô Você Magazine, Lúcia conta que a criação do documentário foi bastante complexa, porém surpreendente e completamente emocionante. “Não fiz esse filme para que me conhecessem ou me interpretassem, mas sim para mostrar a história do Brasil, da música brasileira e do quanto meu pai contribuiu para essa história”, declara.

        Ela relata que seu pai foi fundador desse grupo ao lado de seu tio, Ismael Netto. E, o conjunto vocal que teve berço na varanda da casa de seus avós. “Meu pai foi minha inspiração para o filme, assim como para tudo que trilhei no mundo das artes.”

O filme participou, na semana passada – dia 12 de março – no Miami Film Festival. Segundo Lúcia o evento foi maravilhoso, e que a estreia Nova Iorquina ainda será mais excitante. “Estou muito ansiosa para apresentar o filme no primeiro lugar que meu pai estreou no Estados Unidos, onde foi o começo de toda sua história no continente americano”, conta.

O documentário já estreou  em São Paulo, Rio de Janeiro, Barcelona, Lisboa e ainda está previsto para estrear este ano em Milão e Roma.

SERVIÇO:

  • Sábado, 24 de março de 2018
  • Ás 19:30  e ás 21:30

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>