ACRILIC ON CANVAS 100 X 200 CM

Ana Durães faz sua primeira exposição em NY esta semana.

Viviane Faver

A consultora de artes da Rede Globo, Ana Durães, fará uma exposição dos seus quadros na galeria Artifact, no Soho, em Manhattan. E apesar de já ter exposto sua arte em  Washington DC, nos anos 90, e mostras em Berlim e Paris, ela conta em entrevista exclusiva para Alô Você Magazine que Nova Iorque é especial.

“Nova York é o centro do mundo e ter uma mostra em uma galeria particular, depois de mais de 30 anos de trajetória é ter um sonho realizado.

E estar no circuito de galerias em NY é uma chancela, um reconhecimento do esforço de uma vida inteira dedicada à arte”, declara.

Ela conta que as obras que ela irá expor foram criadas à partir de  viagens e investigações do Cerrado brasileiro. A natureza é densa, as cores são terrosas, a luz é profunda e as árvores quase sempre secas. “Acho que a minha interpretação desta natureza  pode atingir culturas diversas.Me interessa também mostrar que não só a Amazônia precisa ser preservada. Outros biomas precisam ser vistos e cuidados.”

         As expectativas de Ana com essa exposição é mostrar para comunidade brasileira que vive na America  este Brasil que retrata em suas pinturas e também provocar curiosidade em todos que passarem pela galeria.

          Ana Durães define seu estilo como arte contemporânea com técnicas de “velaturas”, layers e layers, de tintas, como faziam os artistas clássicos, mas a linguagem é contemporânea. “Misturo materiais, pinto, repinto e sobreponho. É como se eu acumulasse toda uma vida. Acho que sou pop, barroca, e contemporânea, tudo junto e misturado”, brinca.

                     Ela começou a pintar aos cinco anos de idade. Suas primeiras pinturas foram figuras de Walt Disney nos casarios de sua cidade onde nasceu, em Belo Horizonte. Em sua primeira escola,  Escola Guignard em Belo Horizonte, descobriu os pintores modernos brasileiros e os clássicos estrangeiros. E após, na Escola de Belas Artes do Rio, foi muito influenciada pelo vigor do expressionismo alemão.

   Ana conta que houve na época um movimento muito grande no Brasil chamado “Geração Oitenta”. “Éramos muito livres e experimentamos muito. Também fui muito influenciada pela pop art americana. Mas a delicadeza da pintura de Guignard é hoje uma grande influência.”

Sua principal exposição em 2001, intitulada “Santos quase todos”, foi exibida nos principais museus como MAM da Bahia, Museu Histórico Nacional do Rio, Galeria MASP Prestes Maia, além de em cidades como Berlim e Paris.  ACRYLIC ON CANVAS 120 X 100 CM

SERVIÇO:

De 28 de março – 1 de abril

De quarta a sábado, de 12 ás 18h.

Artifact

84 Orchard Street

New York NY 10002

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>