unnamed (800x600)

Nova Iorque se prepara para 2019 com novos projetos na área de cultura, eventos e turismo

 

por Viviane Faver

         A empresa oficial de marketing de Nova Iorque, NYC & Company, realizou, ontem, uma coletiva de imprensa, no Museu de Arte Moderna (Moma), em Manhattan, para lançar  a campanha “2019: Um Ano Monumental”.

        Segundo CEO da NYC & Company, e Chris Heywood, neste ano é esperado em torno de 65,1 milhões de turistas na cidade e 117,300 quartos de hotéis a mais do que 2017. “Dos visitantes 79% são por lazer e 21% por negócios.”

         Para até 2020 a cidade alcançará um total de 138 mil quartos de hotéis e novas aberturas no setor de hotelaria. O que representa mais que o dobro registrado em 2017, que recebeu 62.8 milhões de turistas, sendo  49.7 milhões americanos e 13.1 milhões vindos de outros países.

        Ainda de acordo com as estatísticas da NYC & Company houve um alta do público brasileiro, em março deste ano, e os principais mercados de origem da América Latina representaram mais de 2 milhões de visitantes incluindo 2017. É esperado mais crescimento  para este ano.

Segundo o presidente da NYC & Company, Fred Dixon, com inúmeras novas opções de compras, atrações, exposições culturais, shows da Broadway e hotéis, há mais razões do que nunca para visitar Nova York. “Estamos ansiosos para receber ainda mais brasileiros em Nova York no próximo ano.”

 

Novidades

 

       Entre novos empreendimentos, em 2019 será inaugurado, em Manhattan, o Hudson Yards, já considerado o maior empreendimento imobiliário privado do país. O local abrigará o maior deque de observação de Nova York, com quase 400 metros de altura e contará com espaço comercial e residencial, restaurantes, terraços, área verde e o centro cultural The Shed, que receberá performances artísticas.

 

            Serão realizados diversos eventos visando a população LGBTQ, entre eles a comemoração do aniversário de 50 anos da rebelião de Stonewall, que deu origem ao movimento de luta pelos direitos gays no país.  

 

Já o MoMA obterá a conclusão de uma obra que deve ampliar em 30% o espaço para as exposições de arte. Haverá ainda mostras como Harry Potter, que estará aberta entre 5 de outubro deste ano a 27 de janeiro de 2019, no museu New-York Historical Society, e terá desenhos, livros e manuscritos do universo criado por J.K. Rowling.

          Já a produção do artista Andy Warhol durante suas quatro décadas de carreira ficará exposta no museu Whitney entre novembro e março de 2019.

                     A Estátua da Liberdade, um dos pontos turísticos mais populares da cidade, também ganhará um museu, com inauguração marcada para maio do próximo ano. O novo espaço terá vista para o monumento e contará sua história e o que ele representa para os EUA.

 

Turistas brasileiros em Nova iorque

 

          De acordo com dados da NYC & Company , em 2017 o total de turistas brasileiros foi 852 mil, um aumento de 4,1% em relação a 2016. Os gastos por pessoas foi aproximadamente de US $ 2.048 para gasto total de mercado de US $ 1,68 bilhão.

          Em 2016 foram registrados 818 mil visitantes brasileiros – uma queda de 6,7% em relação a 2015.

 


Além da alta do público brasileiro, em março deste ano, o prefeito de Nova York Bill de Blasio e a NYC & Company anunciaram que um recorde de 62,8 milhões de viajantes visitou Nova York em 2017, compreendendo 49,7 milhões de visitantes domésticos e 13,1 milhões internacionais. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>