auto estima

Vamos jogar sua autoestima lá pra cima?

Que tal aprendermos alguns passos bem simples para dar aquela levantada na sua autoestima, topa?

Muitas pessoas pensam que teriam uma autoestima melhor se fossem mais amadas, se fossem mais valorizadas, e tivessem mais apoio dos outros. E é aí onde mora o problema! Sempre que o seu olhar estiver direcionado para o outro, buscando algo, esperando por algo do outro, você deixa de olhar para si próprio e de buscar as respostas em você mesmo.

Na infância nossos olhares estavam em nossos pais, ou cuidadores, e eles eram a nossa referência, porquê nós precisavámos de alguém que nos direcionasse a quem somos, como deveríamos nos comportar, o que fazer, etc.; nesta época éramos incapazes de fazer isso por nós mesmos. Mas de acordo com o entendimento e a maturidade que vamos alcançando ao passar dos anos começamos a ter nossa própria base de conhecimento sobre nós mesmos. O problema é que muitas pessoas, mesmo já tendo essa base construida, ainda não se acham capazes de buscar as respostas em si mesmas e ficam esperando nos outros. O que ocorre nesses casos é uma debilidade ou má formação da autoimagem que se tem de si mesmo, causando a baixa autoestima. Baixa autoestima gera insegurança, indecisões, medo de rejeição, etc..

Então se queremos melhorar nossa autoestima precisamos primeiramente saber quem somos, o que queremos e quais são nossas responsabilidades.

Como saber quem somos:

Anote:

  • 1. Todos os conceitos que vem à sua mente sobre você mesmo, ex.: “sou esforçada”, “sou boa pessoa”, “tenho dificuldade em…”
  • 2. Analise quais dos conceitos que você escreveu que são realmente seus e quais são conceitos que os outros tem a seu respeito. Você acha que esses conceitos realmente refletem quem você é?
  • 3. Escreva 10 características positivas a seu respeito.
  • 4. Escreva 5 características que as pessoas normalmente admiram ou elogiam em você.
  • 5. Escreva seus pontos fracos ou características negativas. O que você pode fazer para melhorá-los?

Como saber o que você quer:

Anote:

  • 1. Quais são seus sonhos, seus desejos, seus projetos e objetivos?
  • 2. Em qual direção você está indo, rumo a realizar seus sonhos e projetos, ou a “realizar” os sonhos e projetos dos outros, ou que traçaram para você?
  • 3. O que você está fazendo para chegar onde quer?

Quais são suas responsabilidades:

  • 1. Dizer “não” para os outros. Você não tem obrigação de dizer sim para tudo.
  • 2. Use suas habilidades/capacidades e trabalhe suas características negativas. Tenha consciência de seus pontos negativos, mas mantenha o foco nos positivos.
  • 3. Você é o único responsável pela realização de seus sonhos.
  • 4. Pare de reclamar e faça por você aquilo que você gostaria que fizessem. Ex.: ao invés de reclamar que nunca teve uma festa, faça uma festa para você mesmo; não reclame se não te deram presente, presentei-se!
  • 5. Ria de si mesmo, aproveite sua própria companhia, faça coisas que te dão prazer.
  • 6. Afaste-se de pessoas negativas e que só vêem defeitos em tudo.

E para concluir, tenha em mente que você nunca vai ser feliz agradando os outros e muito menos fará com que as pessoas te amem fazendo tudo o que elas querem. Você não precisa ser perfeito para ser aceito ou para que as pessoas gostem de você, elas irão gostar de você pelas afinidades que compartilham, de igual maneira se afastarão de você por não compartilharem afinidades, e não por você ter algum “defeito”. Mesmo porque todos nós temos nossos “defeitos”, não é verdade? Então, que sejamos felizes com o que temos e com o que somos, porque é isso o que nos torna únicos!

Cacau Morais
Psicóloga Clínica
psi.cacaumorais@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>