capa 202108 (7)

Priscila Vieira: Muito além da makeup

Priscila Vieira é daquelas makeup artists que vê em sua profissão uma forma de resgatar identidades, propósitos e autoestima

O significado da maquiagem na minha vida vai muito além de uma profissão e fonte de renda, tem mais a ver com um encontro de identidade e proposito

Minha especialidade é voltada para Noivas e para o visagismo, que é um conceito que inclui o estudo das proporções da face e busca uma harmonização facial através da maquiagem

Que maquiagem faz parte da rotina da maioria das mulheres, isso nós sabemos. Mas ter um profissional diferenciado e que encara o ato de maquiar como muito mais do que escolher o produto e as cores certas, é garantia de sucesso. Priscila Vieira é a capa dessa edição e contou tudo sobre sua profissão, maquiagem em famosas, como Luiza Brunet e muito mais. Confira:

capa 202108 (6)

Alô Você Magazine: Conta um pouco da sua história com maquiagem. Quando essa paixão começou?
Priscila Vieira: Ainda criança, quando via minha mãe se maquiar, sempre fui encantada com as cores, eu não ia na padaria sem batom e blush.

A.V.M.: Desde o começo você já se via nessa profissão?
P.V.: Não, a verdade é que eu nunca me vi como maquiadora, a maquiagem era ocasional e necessária para um visual apresentável na minha rotina. Eu fazia como achava certo, mas era neófita neste campo, eu já fui auxiliar administrativo, vendedora em shopping, babysitter (o que eu mais amei fazer).

capa 202108 (4)

A.V.M.: O que maquiagem significa pra você?
P.V.: O significado da maquiagem na minha vida vai muito além de uma profissão e fonte de renda, tem mais a ver com um encontro de identidade e propósito. Eu fui preparada ainda na pré-adolescência inconscientemente quando minha mãe me colocou pra fazer aulas de pintura nas férias, ali eu aprendi a transição das cores, a ter mais coordenação motora, respeitar os limites de espaços, esfumar, etc.

A.V.M.: E como você enxerga o impacto de uma boa maquiagem, por exemplo, na autoestima de uma mulher?
P.V.: Precisamos entender que existem vários tipos e estilos de maquiagem, ela pode te deixar com cara de rica, ou de pobre, tem as maquiagem de caracterização que mudam visualmente suas caraterísticas te fazendo parecer com outras pessoas, os traços referenciados. Seja como for é algo bem impactante visto que os resultados são personificados de acordo com o desejo individual de cada um, mas ver a felicidade e satisfação de uma mulher cuja face tenha sido afetada por um derrame ou deformidade de nascença e com alguns truques de maquiagem torná-las menos perceptíveis é de fato impactante.

capa 202108 (2)

A.V.M.: Como makeup artist, tem algum trabalho que marcou sua carreira de uma forma especial?
P.V.: Obviamente me emociona muito ser considerada referência na área da maquiagem na comunidade brasileira de Philadelphia e região, e saber que muitas vezes as pessoas vem de longe pra se maquiar comigo sem dúvida é muito gratificante. Mas sim, ter sido convidada para alguns trabalhos que foram muito especiais pra mim, além das centenas de noivas ao longo desses 6 anos de América, quando tive a oportunidade de maquiar e conhecer de perto a cantora gospel Pamela a qual virou minha seguidora no Instagram, quando fui convidada para ir a NY em um evento da AME maquiar Luiza Brunet.

A.V.M.: Você também dá cursos de maquiagem e automaquiagem. Como eles funcionam?
P.V.: Sim. Ministro cursos de automaquiagem individual e em grupo, ambos têm duração de um dia. Também dispomos de outra modalidade que é voltada para pessoas que desejam iniciar como maquiador (a) ou aperfeiçoamento profissional também é ministrado em 1 dia com carga horária de aproximadamente 5 horas com emissão de certificados de conclusão.

capa 202108 (1)

A.V.M.: Por que você foi morar nos Estados Unidos?
P.V.: É uma longa história, eu havia perdido a minha avó com quem morava desde a infância, e terminei um noivado de 10 anos esperando nosso apartamento finalizar para oficializar a união e desisti de tudo. Eu era uma micro empreendedora individual, começando uma microempresa no ramo da beleza sem férias por muitos anos, e uma longas férias era tudo o que precisava. Também queria rever meus primos, minha tia e conhecer novos lugares, comidas e cultura tudo que pudesse de alguma forma me tirar do inevitável sofrimento que me consumia.

A.V.M.: Recentemente você se casou, como conheceu seu marido?
P.V.: Nos conhecemos em junho de 2015, ele trabalhava em uma loja brasileira próximo onde minha tia morava, e onde estava hospedada. Por ser o comércio brasileiro mais próximo eu ia com frequência comprar algo, e eu sempre falante e extrovertida e ele extremamente tímido e calado, foi o início de uma grande amizade. Sempre zelei por amizades masculinas porque amigos são ótimos ouvintes e sinceros, te protegem como irmão, e foi isso q ele se tornou para mim, e para minha família aqui e no brasil, ele conquista o coração de todos por onde passa,não nos desgrudávamos, ele me ajudava em tudo e com tudo, era o meu ombro amigo, tinha que ouvir meu choro quando meu coração era partido, me avisava do risco eminente mas eu não dava ouvidos, e quebrava a cara e ele sempre me apoiava nunca me julgava, sempre extremamente respeitador e sensato. Quando comecei a namorar o pai do meu filho, eles já se conheciam, eram colegas e tudo foi tranquilo. Fiquei grávida e a minha irmã e o Roldan foram padrinhos do John.

capa 202108 (5)

A.V.M.: E como é a relação do seu marido com o seu filho?
P.V.: A relação do meu marido e do meu filho é de muito amor e carinho, além do respeito e proteção, de ambas as partes, eles se conhecem desde sempre e foi uma relação construída. O Roldan nunca foi alguém estranho pra minha família, e 4 anos após e término do meu relacionamento passei a me convencer da ideia que ele era justo honesto amoroso e gentil, além de se sacrificar por nós sempre se preocupar com nossa segurança e bem-estar. O amor foi inevitável, eu relutei, mas Deus me fez ver que o amor é uma decisão que eu queria tomar.

A.V.M.: Sua relação começou com uma grande amizade, como é casar com o melhor amigo?
P.V.: Casar com o melhor amigo é não ter segredos, é a certeza de conhecer a pessoa como ela é, não um personagem tentando te impressionar, é sentir que é bela de todas as formas, mesmo toda descabelada, porque ele já te viu nos seus piores dias, chorou com você, foi e continua sendo seu sol nos dias de chuva. É um dilúvio de amor que arranca do peito uma dor, e no lugar da cicatriz marcou uma nova história que Deus abençoou, a intriga nem fofoca, nem dúvidas e incertezas, nem traição encontram um campo fértil para florescer, apenas a bondade, respeito, a fé e o amor.

capa 202108 (3)

A.V.M.: E quanto tempo de relacionamento até o casamento?
P.V.: Bom, não houve namoro, nem noivado, que é o tempo em que os casais se conhecem, pulamos essas etapas porque já nos conhecíamos e o que sabíamos um do outro já era o suficiente. Vale lembrar que até o pai do meu filho me aconselhou a dar uma chance e me casar com o Roldan por reconhecer nele um homem de valor, que daria a vida por nós dois e seria incapaz de ato de crueldade com qualquer um que seja e por todo amor com nosso filho. Nós casamos no civil assim que eu amadureci a ideia, levou um ano de adaptação desde que nós casamos, temos 1ano e 6 meses de casados, a festa teve que ser adiada por conta da pandemia.

A.V.M.: Qual momento do casamento mais te emocionou?
P.V.: Todo aquele dia foi muito emocionante, mas duas situações me emocionaram muito: primeiro quando vi a Laura Souza, minha decoradora, antes da recepção. Não contive as lágrimas de gratidão pelo extraordinário trabalho. Outra foi todo o amor e carinho que minhas amigas Ellen, Isone e Emilly kelly tiveram comigo ao preparar inúmeras surpresas, desde encher a casa toda de pétalas de rosa e banho de espuma com pétalas, café da manhã, flores e uma emocionante homenagem transmitida por vídeo com minha família, amigas de infância, minha psicóloga Andressa Masiero e minha amiga e pastora Bianca que não puderam vir por conta do COVID-19. Eu jamais vou esquecer todos os gestos de carinho delas, eu realmente tenho as melhores amigas que alguém poderia querer, amo vocês meninas!

capa 202108 (8)

Foto: Marcelo Valente e Lucas Queiroz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>