homenagem pele

O Rei do Futebol

UMA HOMENAGEM AO PELÉ

No último mês o Brasil e o mundo perderam um dos maiores ídolos da história do futebol, Edson Arantes do Nascimento, mais conhecido como Pelé. Foi nomeado Embaixador Mundial do Futebol. Foi eleito o “Atleta do Século”. Levou o Santos Futebol Clube, onde atuou por mais de duas décadas, a ganhar mais de quarenta títulos

INFÂNCIA DO REI
Nascido na cidade de Três Corações, em Minas Gerais, no dia 23 de outubro de 1940. Aos quatro anos de idade, Edson e sua família mudaram-se para Bauru, em São Paulo. Nessa época, ele era chamado de Dico pela família e de Edson pelos amigos. Influenciado pelo pai, que também foi jogador de futebol, ele sempre foi fã de esporte e logo começou a fazer parte dos times de garotos que jogavam nas ruas de Bauru.

Para quem não sabe, o apelido Pelé foi criado, pois o jogador gostava de atuar no gol e se inspirava no goleiro José Lino da Conceição Faustino, o Bilé, que atuava no Vasco de São Lourenço, time de Minas Gerais. A dificuldade em pronunciar o nome Bilé, foi transformado em Pelé e o apelido, mesmo não o agradando, pegou entre os amigos.

INÍCIO DA CARREIRA
Com 10 anos, Pelé começou a carreira de jogador de futebol no infanto-juvenil do Bauru Atlético Clube, em São Paulo, onde conquistou o bicampeonato em 1954 e 1955.

Ainda em 1956, Pelé foi levado para treinar no Santos F.C., pelo também jogador, Waldemar de Brito. Em jogo treino, Pelé fez quatro gols, onde seu time ganhou de 6 a 1.

Sua primeira partida oficial foi no dia 7 de setembro de 1956, em um jogo amistoso entre Santos e Corinthians. O resultado foi de 7 a 1 para o Santos, com dois gols de Pelé. Na contagem de 1000 gols da carreira, este foi o primeiro oficializado. Pelé levou o Santos a conquistar muitos títulos. Em 1974 fez o seu último jogo com a camisa do Santos. Pelo Santos atuou em 1144 jogos e marcou 1124 gols.

Seleção Brasileira
Pelé fez sua estreia na seleção brasileira no dia 7 de julho de 1957, com 16 anos, na Copa Rocca, no jogo contra a Argentina, no Estádio do Maracanã no Rio de Janeiro, onde marcou seu “primeiro gol pela seleção”, porém o Brasil perdeu por 2 a 1.

Em 1958, na Copa do Mundo na Suécia, Pelé começou a usar a camisa n.º 10, que se tornou sua marca. Nos dois primeiros jogos ele ficou na reserva, só vindo a jogar na terceira partida, contra a União Soviética. Atuou na seleção de 1957 a 1971, em 114 jogos e marcando o total de 95 gols com a camisa brasileira.

New York Cosmos
Pelé jogou também no New York Cosmos no período de 1975 a 1977 ano em que conquistou o Campeonato da Liga Americana – NASL. A última partida pelo time americano foi no Giants Stadium em 1 de outubro de 1977. Foi eleito presidente honorário do New York Cosmos. Foram 108 jogos e 63 gols marcados.

Pelé despediu-se dos gramados em 1977 em um jogo do Cosmos contra o Santos, nos Estados Unidos. A partida contou com a presença de artistas, políticos e personalidades mundiais. Pelé jogou o primeiro tempo da partida com a camisa do Cosmos e o segundo tempo com a camisa do Santos. De acordo com o Guinness Book, Pelé marcou em sua carreira 1281 gols, sendo o maior artilheiro da história do futebol.

Foto: John Mathew Smith

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>